terça-feira, 9 de agosto de 2011

Febre tifóide: transmissão, sintomas e tratamento

Salmonella typhi febre tifóide
Salmonella typhi | Fonte

Agente etiológico

O agente etiológico da febre tifoide, ou seja,o organismo causador da doença, é a bactéria Salmonella typhi.

Transmissão

Água e alimentos contaminados. 


Período de incubação

De sete a vinte e um dias.


Sintomas

Problemas digestivos 


Os primeiros sintomas, aumentando ao longo da primeira semana, são febre de cerca 40°C, dores de cabeça, fadiga, bradicardia, e agitação durante o sono. Podem aparecer manchas rosa na pele. Após cerca de 3 semanas, o enfermo pode apresentar falta de apetite (anorexia), hemorragia nasal (epistaxis), diarréia e vómitos, esplenomegália, tosse, delírios e estado de torpor, surgindo depois quadros de septicemia, com possível choque séptico mortal.
Se não for tratada, a febre tifóide pode complicar-se em hemorragia ou até perfuração intestinal e inflamação da vesícula biliar. A mortalidade chega a 25% nos casos não tratados, sendo freqüentemente causada pela septicemia e choque (perda catastrófica da tensão arterial com isquémia fatal dos órgãos).
Fonte: Wikipédia

Profilaxia 

Higiene alimentar.


Tratamento 

Antibióticos e hidratação.